Smart lockers: empresa brasileira cresce 101% na pandemia ao atender demanda reprimida

Solução de smart lockers permite também ampliar público atendido pelo e-commerce, ao solucionar parte do problema de logística.  

Desde que o isolamento começou devido à pandemia do COVID-19, a demanda do e-commerce deu um pico de crescimento. Serviços de entrega, varejistas e infraestrutura logística precisaram adaptar sistemas rapidamente. Mas os atrasos no envio e dificuldades para entregar em várias regiões do país geram inconvenientes, agravados pelo medo do contágio do vírus durante a entrega. Por isso, terminais inteligentes de autoatendimento (conhecidos também como smart lockers) se transformaram numa solução que atende à crescente demanda por opções mais eficientes e seguras.

A empresa brasileira que opera terminais de autoatendimento Clique Retire, por exemplo, experimentou um crescimento de 101% de abril a julho. A rede precisou acelerar sua expansão e já conta com mais de 3.000 compartimentos nas estações do Metrô Rio e São Paulo, em postos de combustíveis da BR Distribuidora, shoppings e grandes condomínios.

“Tínhamos inaugurado há apenas quatro meses, o serviço começava a ser conhecido pela população e estoura uma quarentena… eis que o mês de abril nos fez reavaliar os cenários, quando vimos a utilização dos terminais encostar nos números de fevereiro e começar a crescer”, conta o CEO da Clique Retire, Gustavo Artuzo.

Para entender mais sobre o serviço e como ele pode ser útil para aumentar as vendas e expandir o público potencial para atendimento, conversamos com Ernesto Barbosa, gerente de Expansão e Novos Negócios da Clique Retire. Confira a entrevista a seguir.

Que tipo de serviço vocês oferecem exatamente na Clique Retire?

Oferecemos a tecnologia de operação de terminais inteligentes de autoatendimento, os e-Boxes (ou smart lockers) para retirada ou troca/devolução de produtos comprados no e-commerce. Atuamos na logística urbana do e-commerce da primeira à última milha para simplificar a distribuição de produtos multimarcas nos segmentos B2B e B2C. O objetivo é oferecer logística acessível e eficiente e para todos.

Smart lockers: empresa brasileira cresce 101% na pandemia ao atender demanda reprimida

O que o serviço da Clique Retire tem de diferente de outras propostas similares no mercado?

Somos uma empresa integrada de IoT: produzimos, instalamos e operamos uma rede de e-Box, que são máquinas inteligentes de autoatendimento. Nossa missão é apoiar o varejo a vender mais, ao dar-lhe acesso a um mercado que atualmente não consegue consumir no e-commerce por não conseguir receber suas compras.

Nossa proposta de valor é oferecer ao varejo online pontos de contatos físicos, viabilizando o O2O (online to offline) ou mesmo o OMO (online merge offline). Nossos e-Boxes estão localizados em pontos estratégicos, de altíssimo fluxo, e temos uma plataforma extremamente robusta, entre as melhores do mundo, focada em experiência de usuário. Além disso, oferecemos também uma solução de mídia simples e fácil.

Contamos com um time de especialistas que entende o negócio de cada cliente, e é capaz de oferecer soluções inteligentes e customizadas. Atualmente contamos com soluções específicas para atender o e-commerce, grandes varejistas físicos, condomínios corporativos e residenciais, shoppings e empresas de serviços (telefonia, manutenção, equipamentos). Cuidamos de todo o processo: da especificação à implantação, incluindo todo a cadeia de valor e logística necessárias à operacionalização das entregas e/ou coletas.

Na VendaMais somos 100% focados na área comercial. Como exatamente a Clique Retire pode ajudar uma empresa a melhorar seus resultados em vendas? Pode compartilhar com a gente alguns casos de sucesso?

Hoje em dia há um número assustadoramente alto de pessoas com poder de consumo, mas que não conseguem comprar no e-commerce por gargalos logísticos. Nossos equipamentos suprem essas necessidades, funcionando como uma ponte ao unir consumidores e o varejo online.

A rede Clique Retire está localizada dentro da jornada diária dos consumidores, como, por exemplo: estações de metrô e trens, terminais rodoviários urbanos, estacionamentos, shoppings, entre outros. Nossa capilaridade facilita a vida de quem quer comprar e de quem quer vender, oferecendo a facilidade de escolher, como, onde e quando quer receber a sua encomenda. Mais praticidade no processo de entregas – aumento das possibilidades de vendas.

Um caso de sucesso já famoso é o poder de consumo da enorme população que vive em comunidades, o que é comprovado por nossos números. As maiores utilizações dos e-Boxes acontecem em regiões mais humildes, pois damos acesso a esta demanda represada.

Que tipo de empresa pode se beneficiar deste tipo de solução?

Qualquer empresa, de qualquer porte, que atua no varejo, na venda online, como os grandes marketplaces, pequenas lojas virtuais ou de venda direta.

Da mesma forma, que tipo de situação você NÃO se propõe a resolver?

Recebimento de itens que tenham qualquer restrição por normas ou regulamentações específicas, tais como: inflamáveis, explosivos, armas de fogo, medicamentos controlados, perecíveis, animais silvestres, outros que sejam proibidos por lei.

Quais são os erros mais comuns que você vê as empresas cometendo em relação às suas iniciativas de tentar melhorar seus resultados nesta questão do autoatendimento?

Desconhecimento do processo. Muitas empresas não conhecem o potencial dos smart lockers ou nunca pensaram e uma solução de uma rede compartilhada.

Oferecer esse tipo de serviço requer muito conhecimento no modelo de negócios, aplicações, controle, logística, além da tecnologia e processos inerentes a operação. Nós somos experts, atuamos há mais de 8 anos e temos operações em 14 países e em 7 grandes correios asiáticos, na Europa e Oceania.

Dessa lista de erros, qual você considera o mais grave? Por quê?

Olhar apenas o equipamento (smart locker) e não se preocupar com todos os detalhes da tecnologia necessária e conhecimentos para operar. Instalar equipamentos sem saber como oferecer uma boa experiência ao usuário final pode transformar uma ótima solução em frustração. Estamos falando de uma cultura de compra com autoatendimento, ainda muito embrionária no Brasil. Ofertar esse serviço sem conhecer e dominar todo o processo já produziu iniciativas frustradas, e reverter essa experiência ruim demora mais do que produzir uma experiência espetacular, partindo do zero.

Imagine que uma empresa está pensando implantar melhorias em relação a retirada de encomendas. Por onde começar? De maneira sucinta e objetiva, quais as principais recomendações?

Ter uma visão muito clara dos objetivos: redução de custos logísticos, viabilização de novos mercados e/ou, aumento de vendas. Conhecer seus volumes atuais e desejados por geografia, para buscar as soluções mais interessantes em cada localidade.

Procurar empresas com know-how e experiência em logística e em novas soluções de serviços de base tecnológica disruptivas para acompanhar a mudança de comportamento de compra das pessoas, principalmente agora com a pandemia do COVID-19.

Com a sua experiência, que área, quais dicas ou informações você vê sendo dadas pela mídia sobre o assunto do uso da tecnologia nestas áreas específicas que comentamos acima com as quais claramente não concorda, que acha exageradas ou apenas modismos que passarão?

Entregas por drone. Este processo ainda requer muitos estudos e regulamentações para sua viabilidade.

Algum último comentário que queira fazer para os leitores da VendaMais?

Todas as empresas do varejo precisam se preparar para atuar no mundo digital. Este é um ponto sem retorno. As pessoas estão mudando drasticamente suas experiências e processos de compras.

Além da digitalização, precisam buscar novos meios para estarem mais próximos de seus clientes e conseguir entregar com comodidade, oferecendo várias opções de recebimento, dentre elas os e-Boxes (smart lockers), que oferecem segurança, garantia de recebimento, comodidade e facilidade para os consumidores escolherem onde e quando querem receber suas compras.

Fonte: Venda Mais


Gostou? Compartilhe nas suas redes sociais 🙂

Gostou? Compartilhe no LinkedIn8k
Gostou? Compartilhe no LinkedIn
Share
Gostou? Segue a gente no Instagram
547
Gostou? Se inscreva no YouTube118
Gostou? Se inscreva no YouTube
Gostou? Compartilhe no Twitter157

2 comments on “Smart lockers: empresa brasileira cresce 101% na pandemia ao atender demanda reprimida

  1. Ótimo trabalho!
    Após perder muito tempo na internet encontrei esse blog
    que tinha o que tanto procurava.
    Gostei muito.
    Meu muito obrigado!!!

    1. Oi Marcos!
      Obrigado pelo comentário.
      Ficamos felizes que tenha gostado do nosso Blog, continue nos acompanhando e qualquer dúvida estamos a disposição.

      – Equipe Clique Retire

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *